O QQ é bom? As peças são caras? Opinião de proprietário após 1 ano de uso - Parte 1

Eu deveria ter aberto o site com esse tema. É muito buscado e tema de quase toda roda de novos condutores ou de veteranos. Se você só ouviu falar do QQ até hoje e vive repetindo por aí as coisas que ouve, esse artigo é para você. E se você pensa em ter um QQ, também. Vou dividir o artigo em partes para não perder o foco e também para abordar as questões mais discutidas sobre o simpático carrinho. Vamos começar? Boa leitura!

E então, o QQ é bom?
 
Essa pergunta geralmente é feita por quem não entende de carro. Ou por quem entende demais. Sempre me questionei sobre a resposta, porque o que é um bom carro para mim pode não ser para você. O que faz de um carro um bom carro? São tantas as variáveis que nem vale a pena explorar tanto. Um bom carro é aquele econômico que tem muita potência ou é aquele potente que bebe demais mas é confortável? Viu só, não vale a pena explorar. Vou dar as minhas impressões sobre o que eu penso ser um carro bom.
 
Um carro bom deveria ser aquele que pouco ou nada dá problema. Mas isso requer um bom proprietário, que realiza as manutenções preventivas no tempo certo e que não reclama do preço das peças - uma raridade. Um bom carro também deveria ser aquele que empurra muitos cavalos mas que consome pouco combustível - o que seria uma grande evolução da engenharia. Também tem aquele que acha que o bom carro é o confortável, mesmo consumindo muito combustível, parando em oficina quase sempre e entregando pouca diversão. Minha opinião fica no meio termo. Um bom carro é aquele que vai levar você do ponto A ao ponto B com a menor despesa mensal possível, com um consumo de combustível compatível com a máquina, com eficiência energética e com algum conforto. Quando eu era mais novo, pensava muito em ter um muscle car. A vontade passou bem rapidamente quando comecei a entender um pouco sobre custos. Aqui o QQ ganha muitos pontos, aliás: é um carro muito econômico, de peças acessíveis e de manutenção simplificada. O meu é ano 2011/2012 chassis LVV (um chinês legítimo) e possui um motor 4 cilindros e 16 válvulas que consegue entregar um desempenho bastante satisfatório para a proposta urbana. Possui uma carroceria leve e de dimensões compactas, permitindo uma excelente agilidade no trânsito e também muita facilidade nas manobras diárias como balizas em vagas apertadas. Cabe praticamente em qualquer vaga, muito bom! 

Também vale destacar que o QQ é um carro completo, traz tudo o que você precisa e ainda mais. Por exemplo, ele possui ajuste elétrico dos retrovisores, coisa que você só teria em carros muito caros das marcas 'tradicionais' do Brasil.

Pontos positivos do QQ

Como já dei spoiler antes, um dos grandes pontos positivos do QQ é seu tamanho, que quando combinado com aquele motorzinho nervoso de 4 cilindros e 16 válvulas se mostra muito eficiente no trânsito. Lembrando que a proposta do QQ é urbana, ou seja, não adianta querer compará-lo na estrada com veteranos. Outro ponto positivo que muito me agrada é o consumo de combustível: a eficiência energética do motor é muito boa. Também possui um valor bastante sedutor, sendo perfeito para quem quer um carro simples e barato. É possível encontrar QQ's entre R$ 13.500,00 e R$ 15.000,00 em boas ou excelentes condições.

O QQ é um carro completo. Diferentemente dos águas de salsicha pelados que o mercado insiste em empurrar nas revendas, o QQ vem com espelhos elétricos, vidros e travas elétricos em todas as portas, ar condicionado que realmente surpreende, rádio original com USB e cartão de memória além do CD e rádio, limpador e desembaçador traseiro, freios ABS e air bag duplo, faróis de neblina (com luz traseira) e até bancos rebatíveis para dar um espaço maior no porta-malas. Existem algumas versões dele com motorização 3 cilindros, mas esses eu nunca dirigi e vou apenas me ater ao meu, que conheço totalmente.

Se você é recém habilitado e procura um primeiro veículo, vá de QQ sem dúvidas. E se você procura uma alternativa acessível e elegante para ir trabalhar e de se deslocar na cidade, também vá! Sem dúvidas é um carro excepcional para a proposta urbana, vai dar mais alegrias do que qualquer outro carro da categoria. As manutenções - desde que feitas corretamente - são fáceis e muitas coisas você pode fazer em casa mesmo, como eu faço. As peças são acessíveis mesmo se tratando de um carro importado, e ao contrário do que dizem, as oficinas e autopeças já possuem estoque e você tem a opção de utilizar algumas peças de outras montadoras e fabricantes, como os amortecedores originais traseiros, que podem ser substituídos pelos amortecedores de Fusca com grande ganho de qualidade e estabilidade.

Pontos negativos do QQ

Sim, claro que eles existem. E não são poucos. Vou começar pelo que mais incomoda: a suspensão. Realmente a Chery não levou em conta o estado das nossas ruas e lançou o carrinho com o conjunto de suspensão mais molenga e frágil que eu já ouvi falar. Além do pula-pula constante, os amortecedores originais não aguentam muito tempo e logo se entregam. Uma alternativa é utilizar os amortecedores de Fusca na traseira, que deixa o carrinho mais duro e estável. Também tem o fator barulho. É um carro de baixo custo, feito para ser barato, então não espere um isolamento acústico bom. 

O porta-malas também é pequeno, claro. Mas como a proposta é urbana, não acredito que alguém pense em viajar longas distâncias com toda a família num QQ. As portas possuem barulhos incorrigíveis devido aos pinos de travamento das portas e pouco cuidado no tratamento acústico. O capô é frágil e você deve ter cuidado com a trava que segura a vareta - eu quebrei uma, já. Os bancos não são confortáveis para longos períodos de direção - lembrando, proposta urbana - e os pedais são bem molengas pra combinar com a suspensão. A embreagem - pelo menos no meu - é ágil, bastante forte e você pode sair cantando pneu facilmente caso não domine a direção. É um motor nervosinho, 16 válvulas e uma embreagem rápida. Mas é fácil de regular a altura, dá pra fazer em casa.
 
Também tem o câmbio. É esquisito, a palanca parece deslocada e distante de trocas rápidas e precisas. Mas funciona muito bem depois que você se adapta, como qualquer carro.

Os freios são compatíveis com a proposta, pelo menos o meu freia muito bem e o ABS dá uma super segurança mesmo em frenagens de emergência - já precisei utilizar. O carro em si se mostra bastante frágil, tanto que muitos proprietários optam por vender as peças quando batem com muita violência o QQ. Nas curvas, se mostra pouco estável e a sensação é de que vai capotar - esse comportamento pode ser resolvido ao substituir os amortecedores originais.

Opinião de proprietário após 1 ano de uso

Desde a primeira vez que vi um QQ me apaixonei. Ficava procurando mais carrinhos iguais pra decidir qual cor era mais legal, eu realmente fiquei encantado com o design pretensioso do QQ. Era diferente, ousado, pequeno, dava vontade de ter um a qualquer custo. E mesmo sabendo de todos os contras, me aventurei e comecei a devorar toda e qualquer informação sobre esse carrinho diferente. Ouvi tantas verdades quanto mentiras e muita gente falando sem saber coisa alguma da Chery. 

Em 26 de novembro de 2019 eu levava pra casa um QQ 2011/2012 verde metálico na reserva e com muito medo. Carro usado e rodado, já esperava algumas coisas por fazer. Me acostumei rapidamente com o pula-pula constante (na época desse post ainda não havia feito a troca do amortecedor traseiro original pelo do Fusca) e com as respostas rápidas na saída, que sempre cantava pneu no começo com aquela embreagem curta. Teve a adaptação com o câmbio também, que parecia estar com defeito mas que era assim mesmo. Uma das coisas que tive que trocar logo em seguida foi a junta da homocinética, que estava estalando. Fiz também, logo após isso, a substituição de todas as buchas da dianteira, preventivamente.

Posso afirmar com toda certeza que após esse ano de uso do carrinho não quero saber de outra proposta urbana - fora a moto, que ainda quero ter de novo. É prático, ágil, cabe em praticamente qualquer vaga, é muito econômico, possui peças baratas... Enfim, já falei sobre isso antes! O QQ é um excelente carro, tirando os contras, e se você precisa de uma proposta urbana, recomendo que compre um enquanto ainda existe porque daqui a um tempo, quem tem QQ não vai querer vender!

Embora a proposta seja urbana, muitos proprietários colocam o QQ na estrada e falam muito bem sobre o comportamento e principalmente sobre a autonomia, que é excelente. Faça como eu fiz: pesquise e estude o QQ antes de comprar, vá a fóruns, assista a vídeos no YouTube. Vá atrás de todas as informações sobre ele só compre após avaliar os pontos positivos e negativos. E para encerrar, por favor, jamais compare o QQ com os águas de salsicha do mercado São carros diferentes, propostas diferentes. 
 
E antes de sair repetindo coisas que você ouve sobre o QQ e sobre a Chery, dirija um, veja um de perto. A maioria das pessoas que fala mal do QQ sequer andou de carona em um.

I love my QQ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao comentar neste blog, você estará concordando de forma automática e amigável que o teor de seu comentário é de sua total e irrestrita responsabilidade, que Lucas Toledo não endossa ou compartilha de sua opinião e que este site não possui qualquer vínculo direto ou indireto com possíveis reações e/ou repercussão posteriores.

Ofensas, publicidade ou qualquer conteúdo em desacordo com o blog não serão publicados.

O site não responde por quaisquer ônus que ocorram ou que venham a ocorrer ao seu veículo, seja por danos causados por você ou por terceiros ou quaisquer tipos de ônus relacionados. Tutoriais e dicas são publicados como conteúdo informativo, não encorajando a você ou a terceiros necessariamente executá-los e tampouco oferecendo quaisquer tipos de auxílios posteriores.